1981

Uma comédia dos anos 80 em três partes, com Verdone interpretando três personagens icônicos que viajam a Roma para votar. O pedante e prolixo Furio cansa a mulher com sua obsessão pela precisão. O desajeitado e apreensivo Mimmo bate boca, durante a viagem, com a avó, interpretada por Sora Lella, que sabe das coisas. E, finalmente, o desajeitado e tranquilo Pasquale, que emigrou para a Alemanha.

Bianco rosso e Verdone

Segundo filme de comédia estrelado, escrito e dirigido por Carlo Verdone e produzido por Sergio Leone. Verdone retrata três personagens inesquecíveis que viajam a Roma no início dos anos 80 para votar. Em primeiro lugar, temos Furio, um funcionário público prolixo e pedante que vive em Turim, casado com Magda e pai de dois filhos, Anton Luca e Anton Giulio. Ocupado demais organizando sua vida nos mínimos detalhes, ele nem percebe que sua esposa, à beira de um colapso nervoso, fica repetindo: "Eu não aguento mais!" Depois, temos Mimmo, um jovem desajeitado que está acompanhando a avó a Roma para votar. Ele está extremamente apreensivo com sua avó, que não hesita em zombar dele na frente de todos. Durante a viagem, eles sofrem um pequeno acidente com um caminhão dirigido por “Er Principe”, um romano rude que imediatamente desperta a simpatia da avó e as suspeitas de Mimmo. Finalmente, temos o desajeitado Pasquale, que emigrou para a Alemanha. Ele é torcedor do Juventus e é casado com uma alemã. Sua atitude excessivamente confiante e sua ingenuidade o tornam suscetível de ser enganado. Apresentando Nastro d’Argento e Elena Fabrizi, mais conhecida como “Sora Lella”.

Data de lançamento:

1981