Esgotado pelo trabalho e por um casamento fatigado com Marta, Francesco, um arquiteto romano, vai para Istambul, onde herda uma velha casa de uma excêntrica tia materna. A estada muda a sua vida, levando-o a descobrir novos valores, entre os quais os de Eros, um conceito da filosofia grega antiga que se referia ao amor apaixonado.

Il Bagno Turco

Francesco é um arquiteto que herda de Anita, uma tia distante de quem ele não lembra de nada, um antigo banho turco (hamam) em Istambul, na Turquia, fechado há muitos anos. Ele vai para a Turquia com a intenção de vender o imóvel o quanto antes e retornar logo ao seu ateliê em Roma que divide com a sua esposa Marta, com quem seu casamento está em crise, e com o amigo Paolo. Em Istambul, ele é recebido pela família de Osman, que administrava o hamam junto com sua tia falecida. Todos os membros da família gostavam muito de Anita e são muito hospitaleiros com Francesco, que fica agradavelmente surpreso. Fascinado pela própria Istambul e se apaixonando pelo filho de Osman, Mehmet, Francesco decide não vender mais a propriedade, mas ficar em Istambul para renová-la. Marta acaba se juntando a ele lá, determinada a se separar dele de uma vez e confessa ter uma relação extraconjugal com Paolo nos últimos dois anos. Isso a leva a tomar a decisão de partir para a Itália, mas a morte de seu marido, assassinado por pistoleiros contratados por um comprador interessado pelo imóvel, muda as coisas e ela decide ficar para continuar o trabalho de Francesco.

Data de lançamento:

1997