1982

“A verdade não existe. A vida é um palco composto por grandes atores e figurantes." Verdone e Giorgi, uma dupla cómica, são as estrelas deste filme repleto de gargalhadas e mal-entendidos sobre identidades trocadas. Sergio é um vendedor porta a porta desajeitado que finge ser um hedonista para impressionar Nadia, uma fã de Lucio Dalla. Haverá um final feliz? Com a banda sonora de Dalla-Stadio.

Borotalco

A terceira comédia com interpretação e realização de Verdone, que interpreta, pela primeira vez, uma só personagem com dupla personalidade. Nadia e Sergio, dois estranhos de feitios completamente opostos, são dois jovens vendedores porta a porta. Tímido e desajeitado, Sergio está noivo de Rossella, mas o sogro despótico dele mal o suporta. Animada e amável, Nadia está noiva de Cristiano e é também uma fã incondicional de Lucio Dalla. Nadia e Sergio marcam um encontro com o Sr. Manuel Fantoni, um mulherengo que se gaba de relacionar-se com várias celebridades. Sergio chega primeiro à casa do Sr. Fantoni, enquanto Nadia faz uma paragem para comprar bilhetes para o concerto de Dalla. De repente, a Polícia invade o apartamento para deter Manuel, cujo verdadeiro nome é Cesare Cuticchia, e leva-o para a esquadra por suspeita de fraude. Quando Nadia chega, pouco depois, Sergio faz-se passar por Manuel e, após descobrir que a rapariga é uma enorme fã de Lucio Dalla, diz-lhe que o cantor é um grande amigo dele. Assim, Nadia e Sergio começam um caso amoroso, mas surgem complicações quando a namorada de Sergio e o pai dela começam a desconfiar. Conseguirá ele escapar à sua própria teia de mentiras? Irá ele revelar a sua verdadeira identidade a Nadia? O filme foi galardoado com cinco prémios David di Donatello e dois prémios Nastro d’Argento.

Data de lançamento:

1982