1988

Quem mais desesperado do que um escravo a desembaraçar-se das suas correntes? Rimo-nos amargamente no sexto capítulo das aventuras de Fantozzi, realizado por Neri Parenti. O contabilista Ugo, agora reformado, não sabe como passar o seu tempo livre e acaba por procurar, e encontrar, uma forma de voltar ao trabalho. Humilhações e gozos culminam num roubo sistemático enquanto ele retira a sua pensão.

Fantozzi va in Pensione

"A partir de amanhã começa uma nova vida para nós." Pela primeira vez, o cenário já não é o escritório, mas avança para explorar a vida familiar e a relação de Fantozzi com a sua mulher Pina. Tendo chegado à reforma juntamente com alguns dos seus colegas, incluindo o inspetor Filini e a senhora Silvani, a vida torna-se monótona e desinteressante para o contabilista mais azarado de Itália, e para não se aborrecer, ele tenta tudo, mas sempre com desilusão. Ele acompanha a sua esposa Pina ao mercado e regressa a casa com um bife. Vai com a sua mulher ao cinema, mas equivocadamente encontra-se a ver "Le casalingue", um filme para adultos. Ele até adota um terrível cão de combate, o novo guarda da casa, que dissuade os ladrões que tentam roubá-lo. Há também uma viagem tragicómica ao INPS (Instituto Nacional de Bem-Estar Social da Itália) organizada pelo seu amigo Filini, que após uma viagem de 18 horas de autocarro para chegar a Veneza, culmina numa visita às famosas Grutas de Postumia, onde uma estalactite cai do teto e atinge Fantozzi na cabeça. Cada vez mais deprimido e nostálgico com o trabalho, tenta encontrar um emprego fingindo ser um homem de 35 anos, mas após ser descoberto, é humilhado por todos. A sua mulher Pina, interpretada por Milena Vukotic, será durante todo o filme uma forte companheira de Fantozzi que passará de aborrecido a deprimido, apenas para acabar a implorar para ser reempregado na empresa, descobrindo que os seus antigos colegas fizeram a mesma escolha.

Data de lançamento:

1988