Conheceremos realmente quem amamos? Conhecemo-nos a nós mesmos? Antonia descobre, após a morte do marido, que ele tinha um amante, Michele. Ela consegue superar a dor da perda, do rancor e da traição quando conhece Michele e a comunidade gay e trans multicolorida em que ele vive. Este mundo alternativo e a afinidade e atração inesperadas que sente pelo amante do marido mudam-na. Com Accorsi e Buy.

Le fate ignoranti

Um filme com argumento e realização de Ferzan Ozpetek, protagonizado por Margherita Buy, Stefano Accorsi e Gabriel Garko. A vida burguesa perfeita da abastada médica Antonia desmorona-se quando o seu marido, Massimo, morre num acidente de carro. Antonia desaba sob o peso do sofrimento. Quando ela descobre um quadro com a dedicatória “Para Massimo, pelos sete anos que passámos juntos”, foi como se tivesse perdido o marido pela segunda vez: ele tinha uma amante, que assinava a dedicatória com “a tua fada ignorante”, como o célebre quadro de Magritte. Antonia quer conhecê-la e descobre que é um homem: Michele. Na realidade, Massimo vivia uma vida dupla com os seus amigos homossexuais e transexuais. “Ele não tinha apenas um amante, ele tinha todo um outro mundo. A sua verdadeira família era outra”. A rejeição e ódio iniciais de Antonia são substituídos por curiosidade e por um desejo de compreender. Aos poucos, ela é acolhida naquela família expandida, multirracial e polissexual, deixando de ser uma “burguesa insignificante, arrogante e frígida” e transformando-se numa mulher livre. Deu-se um milagre, as fadas ignorantes lançaram a sua magia inconsciente e inesperada. Stefano Accorsi e Margherita Buy receberam o prémio Nastro d'Argento pelos seus papéis.

Data de lançamento:

2001